Policia

Fraudadores do INSS são presos pela Policia Civil tentando sacar R$ 14 mil em agência bancária.

Um homem e uma mulher, ambos da Capital, teriam ido até Aquidauana para retirar o dinheiro.

Publicada em 13/08/21 às 08:48h - 67 visualizações

por Renan Nucci (Midiamax)


Compartilhe
Compartilhar a notícia Fraudadores do INSS são presos pela Policia Civil tentando sacar R$ 14 mil em agência bancária.  Compartilhar a notícia Fraudadores do INSS são presos pela Policia Civil tentando sacar R$ 14 mil em agência bancária.  Compartilhar a notícia Fraudadores do INSS são presos pela Policia Civil tentando sacar R$ 14 mil em agência bancária.

Link da Notícia:

Fraudadores do INSS são presos pela Policia Civil tentando sacar R$ 14 mil em agência bancária.
Celulares e documentos falso apreendidos pela Polícia Civil com a dupla.  (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil prendeu em flagrante na quarta-feira (11), em Aquidauana dois suspeitos envolvidos com uma quadrilha especializada na fraude de empréstimos consignados em nome de aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). A dupla tentava efetuar um saque no valor de R$ 14 mil.

Conforme apurado, a ação foi realizada pelo SIG (Setor de Investigações Gerais). Um homem e uma mulher, ambos da Capital, teriam ido até Aquidauana para retirar o dinheiro. No momento da abordagem, estava com RG falso em nome de uma das vítimas tentando se passar por ela. A polícia explica que o modo de atuação do bando é bem simples.

Eles buscam acesso aos dados dos beneficiários e depois tentam empréstimos em nome deles. Após a aprovação do crédito e concessão do valor em conta corrente, vão até as agências bancárias, munidos de documentos falsos, para sacar o dinheiro obtido.

Geralmente o golpe só é constatado quando as parcelas começam a ser descontadas do benefício das vítimas. Os saques vêm sendo possíveis porque as contas também são abertas de forma fraudulenta por meio de aplicativos, ou seja, contas digitais. No caso da agência bancária de Aquidauana, a fraude não se consumou porque os funcionários do banco desconfiaram do documento de identidade apresentado, que de fato era falso. 

A vítima era um pensionista que há cerca de dois meses passou a receber auxílio do INSS em razão do falecimento de sua esposa por complicações relacionadas ao Covid-19. Para o delegado responsável pelas investigações, Jackson Vale, várias outras fraudes podem ter sido cometidas pela associação criminosa, que contava com o apoio de representantes de instituições de créditos consignados, para a viabilização dos golpes.

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (67) 9 9997-1049

Visitas: 573076
Usuários Online: 41
Copyright (c) 2022 - Radio Laguna Carapa MS - Rua Gabriel Cabral, 697 Laguna Carapã MS - Direitos Reservados
Converse conosco pelo Whatsapp!